terça-feira, 18 de junho de 2013

Geddel será candidato ao Governo e terá apoio de ACM Neto


  •  
De acordo com o jornal Estadão, o ex-ministro da Integração Nacional e atual vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa Econômica Federal, Geddel Vieira Lima, comunicou à direção do PMDB que será candidato ao governo da Bahia em 2014, liderando a oposição ao atual governador Jaques Wagner.
 
A publicação vai ainda mais longe e faz uma projeção das alianças que serão estabelecidas no "chapão" oposicionista. Segundo o Estadão, participarão da coligação liderada por Geddel Vieira Lima, o DEM, do prefeito de Salvador ACM NEto, além do PSDB, PPS, PV e PTN.
 
 
A confirmação de que Geddel Vieira Lima será o "cabeça" da chapa de oposição com a presença ativa do prefeito de Salvador,  reforça a teoria de que no segundo turno das eleições municipais, enquanto ainda era candidato, ACM Neto teria se comprometido em apoiar o peemedebista em troca do apoio na segunda fase das eleições, embora ambos neguem o pacto. "Estamos apoiando Neto porque acreditamos que é o melhor para a cidade. 2014 está longe. Veremos a possibilidade (de sair candidato) depois", despistava Geddel, na oportunidade.
 
 
Na eleição para a prefeitura de Salvador, Geddel contrariou a direção do PMDB e apoiou o candidato ACM Neto contra o petista Nelson Pelegrino. Mesmo assim, conseguiu manter o emprego. Com a especulação do futuro político do peemedebista, uma batalha pelo cargo dele na Caixa vai ter início entre os partidos aliados.
 
A reportagem tentou o contato por telefone com Geddel Vieira Lima para comentar a possibilidade de liderar a chapa de oposição ao governador Jaques Wagner, mas, no momento da tentativa, o peemedebista tinha acabado de entrar no avião e não pôde conceder a entrevista.







bocal news