quarta-feira, 22 de maio de 2013


Senado devolve simbolicamente o mandato a Luiz Carlos Prestes


 O Senado devolveu simbolicamente, há pouco, o mandato de senador a Luiz Carlos Prestes (1898-1990) e de seu suplente, Abel Chermont (1887-1962). O pedido para a realização da solenidade é do senador Inácio Arruda (PCdoB-CE).
A solenidade estava marcada para a última quinta-feira, mas foi adiada em virtude da votação da MP dos Portos. Além de parlamentares, familiares dos dois políticos também participam da cerimônia, entre eles a viúva Maria do Carmo Ribeiro, as filhas Ermelinda e Zóia, o filho Luiz Carlos, a neta Ana Maria e o neto Eduardo. Representando Chermont estão o neto Carlos e a bisneta Ana Paula.
O presidente do Senado, Renan Calheiros, comanda a solenidade, ao lado dos senadores Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e Inácio Arruda e dos familiares, além do presidente nacional do PC do B, Renato Rabelo. Também estão presentes na cerimônia representantes de entidades estudantis, como a UNE e a Ubes, além da União da Juventude Socialista.
Prestes foi eleito em 1945 pelo então Partido Comunista do Brasil (PCB) com a maior votação proporcional da história política brasileira até aquela época. Ele teve seu mandato cassado após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ter cancelado o registro do partido, em 1947.
Essa homenagem conclui a devolução dos mandatos iniciada em 16 de abril, com a aprovação, em Plenário, do projeto de resolução (PRS 4/12), de Inácio Arruda. A iniciativa anulou a resolução da Mesa do Senado de 9 de janeiro de 1948, que extinguiu o mandato dos senadores.

fonte: Agência senado