sexta-feira, 3 de maio de 2013



EUA serão mais rigorosos na entrada 



de estudantes estrangeiros



Setor de Alfândega e Proteção de Fronteiras emitiu novo memorando.
Nome de estudantes devem ter consultas em banco de dados internacional.

4 comentários
O Departamento de Segurança Doméstica dos Estados Unidos, criticado por não ter verificado a situação de um estudante cazaque detido depois do atentado na Maratona de Boston, já endureceu os procedimentos para a entrada no país de estrangeiros com visto de estudante, disse uma autoridade nesta sexta-feira (3).
O setor de Alfândega e Proteção de Fronteiras, subordinado ao Departamento de Segurança Doméstica, emitiu memorando determinando que seus agentes submetam todos os estudantes a consultas em um banco de dados internacional chamado Sistema de Informação sobre Estudantes e Visitantes de Intercâmbio, segundo um funcionário que teve acesso à circular.
O departamento foi criticado por não ter verificado adequadamente a situação de Azamat Tazhayakov, amigo de um dos suspeitos de cometer o atentado, quando ele entrou ilegalmente no país com um visto de estudante, em janeiro.
Tazhayakov, cujo visto de estudante tinha validade até 30 de agosto de 2013, conseguiu entrar nos Estados Unidos em 20 de janeiro de 2013, segundo o Departamento de Segurança Doméstica.
Ele é um dos três rapazes detidos nesta semana sob suspeita de ajudar o suspeito Dzhokhar Tsarnaev na tentativa de eliminar provas de sua participação no atentado.
O funcionário da alfândega não sabia que Tazhayakov, um colega de Tsarnaev, havia sido expulso da Universidade de Massachusetts, em Dartmouth, por razões acadêmicas em 4 de janeiro, de acordo com o departamento.
Um visto de estudante é encerrado quando o aluno é expulso ou não consegue se matricular na escola.
fonte: G1.com