domingo, 26 de maio de 2013

Após ser xingado, Paes briga com músico no Rio

Prefeito do Rio se envolveu numa confusão na calçada de um restaurante e reagiu com soco

 

O prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), se envolveu numa confusão na calçada de um restaurante japonês no bairro Horto, na zona sul do Rio, na madrugada de domingo.
Paes disse, por meio de nota, que foi "gratuita e insistentemente ofendido por um casal desconhecido" enquanto jantava com a mulher e com dois casais de amigos. Segundo ele, foram usadas expressões como "bosta e vagabundo", entre outras "muito mais fortes".
Após ser xingado, o prefeito reagiu com um soco no rosto do músico e escritor Bernardo Botkay e foi contido por seus seguranças. A namorada do artista caiu no meio da confusão e machucou os joelhos. O casal registrou ocorrência na delegacia da Gávea, também na zona sul.
"A discussão transformou-se em um princípio de desentendimento físico, o que obrigou a intervenção da minha segurança para acabar com o tumulto e afastar os desconhecidos em questão", afirmou o prefeito, na nota.
Botkay admitiu posteriormente ter bebido, mas disse que não estava arrependido.
Paes se desculpou pela reação. Afirmou que está acostumado a ouvir críticas e agressões verbais. Disse que críticas, em geral, são muito bem-vindas. Mas que não é aceitável sofrer agressões pessoais em momentos privados diante da sua esposa.
"Apesar da agressividade do casal, eu não poderia ter reagido como o fiz. Peço desculpas à população da minha cidade pela maneira como agi."
A confusão aconteceu no lado de fora do restaurante japonês Yumê, enquanto Paes conversava com um amigo que tinha saído para fumar. Segundo relatos, Botkay ofendeu o prefeito, foi embora e depois voltou para xingá-lo novamente. Na segunda sequência das ofensas, Paes reagiu.


fonte: Estadão